PROJETO SEMENTEIRA ESPERANTO

BOLETIM INFORMATIVO nr.02, de 15 de maio de 1998
COLÉGIO ESTADUAL RUI BARBOSA
R.Alinthor Werneck, s/n
Alto da Serra
25635-000 -Petrópolis-RJ
Tel: (024)2423066

PARECE QUE FOI ONTEM
Nosso primeiro boletim foi publicado há quase seis meses. Parece que foi ontem. Ainda bem que alertamos tratar-se de um informativo de periodicidade provisoriamente indefinida. A rigor, gostaríamos de expedi-lo bimestral ou mensalmente, mas tudo fica condicionado ao desenvolvimento das sementes que estamos começando a plantar.
Nesse período que ficamos aparentemente imóveis , continuamos crescendo, tal como as sementes : de forma quase imperceptível.
Descobrimos a existência de uma revista fantástica, cujo preço da assinatura anual ( R$ 10,00) é mais fantástico ainda. Refiro-me à NOVA ESCOLA, que nos coloca em contato com o que há de mais interessante no meio educacional. Foi justamente através de uma visita à "home page" da
NOVA ESCOLA que tivemos acesso a inúmeros projetos desenvolvidos por outras entidades.
ESCOLANET e APRENDIZES DO FUTURO , por exemplo, são alguns dos locais que não podem deixar de ser visitados por quem deseja manter-se atualizado, em termos de atividades pedagógicas.
Ao mesmo tempo em que percorríamos as páginas de 25 variados projetos que estão sendo desenvolvidos por algumas das melhores escolas do nosso país, vislumbrávamos a possibilidade de incluir o Colégio Estadual Rui Barbosa como integrante dessa lista de educandários pioneiros, apresentando o seu projeto ,capaz de servir de modelo para outros estabelecimentos de ensino e de oferecer resultados extraordinariamente positivos.
A criação de uma "home page" para o Projeto Sementeira Esperanto é assunto perfeitamente viável.
(O surgimento desta página aconteceu bem mais cedo do que esperávamos!) É só uma questão de tempo ( Sabemos, inclusive, que no curso noturno, 1a série do 2o grau, provavelmente poderemos contar com a ajuda de um jovem extremamente competente nesse tipo de atividade).
Ainda fazendo uso da Internet, tivemos o prazer de receber inesperada mensagem de um esperantista chinês, diretor de um colégio, solicitando apoio para um projeto que apresenta alguns pontos em comum com o nosso. A carta do nosso novo amigo Jiping Zhang, traduzida para o português, pode ser lida um pouco adiante.
Bem, para não protelarmos, mais ainda, a edição deste Boletim, passemos aos outros tópicos.

RUI BARBOSA- Ensaio biográfico
A
LIGA BRASILEIRA DE ESPERANTO , em 1949, associando-se à programação para comemorar o centenário de nascimento de Rui Barbosa ( 5.11.1849), apresentou o ensaio biográfico escrito por Fernando Nery e vertido para o esperanto por Josefo Joels : "Rui Barbosa - Biografia Eseo".
Conforme noticiou o Brazila Esperantisto ( julho-agosto de 1953), o Prof. Américo Jacobina Lacombe, então Diretor da Casa de Rui Barbosa, testemunhou o sucesso da edição em esperanto, que superou as de outras línguas, como prova a grande quantidade de pedidos e de cartas recebidas.

OS PAPAS E O ESPERANTO
Não há dúvidas que, desde o aparecimento do esperanto, os diferentes Papas da Igreja Católica sempre reconheceram o valor desse idioma internacional.
O primeiro Papa a manifestar-se favoravelmente ao esperanto foi Pio X (1835-1914) que, certa vez , declarou: "Eu vejo na língua esperanto um instrumento valioso para comunicação entre os católicos do mundo inteiro. O esperanto tem diante de si um futuro radiante".
Outros Papas, como Benedito XV (1854-1922) e Pio XI (1857-1939) manifestaram, em diversas ocasiões, seu apoio ao esperanto.
Outro a opinar positivamente foi Pio XII (1876-1958) que, certa feita afirmou: "Eu antevejo para o esperanto, no futuro da civilização, um lugar semelhante ao do latim na Idade Média. Como língua mundial, ele se tornará, após alguns anos, instrumento de paz e amizade entre os povos ".
Concisa, porém objetiva, foi a opinião do Papa João XXIII : "O esperanto é a língua universal de nossa época".
Paulo VI, embora sem se referir diretamente ao idioma, utilizou-o no final da mensagem pascal, no ano de 1967, quando disse "Cristo ressuscitou", em 10 línguas, entre as quais estava o esperanto.
Já o atual Papa, João Paulo II, costuma utilizar o esperanto, em suas mensagens pessoais e natalinas. Ainda como arcebispo de Cracóvia, o então Karol Woityla, aceitou ser patrono do 37o Congresso Internacional da União Esperantista Católica Mundial, realizado entre 17 e 20 de agosto de 1978, em Czenstohova (Polônia).
Mais recentemente, por ocasião do 50o Congresso Internacional dos Esperantistas Católicos, realizado de 31 de agosto a 7 de setembro, na cidade de Roma, João Paulo II endereçou a seguinte mensagem aos esperantistas: "... Caríssimos, o tema de vosso encontro retoma a tarefa missionária conferida por Cristo à sua Igreja. Aceite-a generosamente com o espírito de universalidade que está na base da língua que cultuais."
("Esperanto Atualidades n.3, Set-Out 97",boletim informativo da Associação Esperantista do Rio de Janeiro)
Como tem acontecido desde 1994, o Papa João Paulo II, na sua saudação natalina, formulada em vários idiomas, mais uma vez assim se expressou em esperanto: "Dibenitan Kristnaskon kaj prosperan novan jaron"( Um Natal abençoado por Deus e um próspero ano novo)
(Revista Esperanto , n.1100, Fev 98)

ZAMENHOF DÁ EXEMPLO DE CRIATIVIDADE
Fuji Xerox, o maior fabricante de copiadoras do mundo, publicou em 20 de outubro de 1997, no Nihon Keizai Shimbum, o maior jornal japonês de economia , um anúncio de página inteira sobre o seu programa de relacionamento administrativo "Docu-City". Convém observar que apenas um quarto da página anunciava o próprio produto; meia página era ocupada pela foto de Zamenhof ( fornecida pelo setor informativo da Associação Mundial de Esperanto) e um quarto de página informava sobre o esperanto, como um exemplo resultante de pensamento criativo.
( Revista Esperanto - n. 1098 , Dez 97)

ESPERANTO NA USP
Recebemos do Prof. Marcos Zlóv Zlotovich, Secretário Geral da Associação Cultural Esperant'USP , o seguinte comunicado, datado de 8.11.97:
A Associação Cultural Esperant'USP, organização esperantista cuja finalidade é manter sempre erguida a bandeira do Esperanto na maior universidade do Continente Sul-Americano e do Hemisfério Sul, dirige-se pela presente aos Delegados da UEA no Brasil informando seu novo endereço ( de sua sede) ao qual solicita que seja enviada a correspondência , aos cuidados do Prof. Osvaldo Sangiorgi, seu presidente, conforme abaixo:
ESPERANT'USP
A/C Prof. Dr. Osvaldo Sangiorgi
Av. Prof. Lúcio Rodrigues, 443, E.C.ª, sala 5-CCA
(Cidade Universitária)
05508-900 São Paulo-SP
pelo que solicitamos o especial obséquio de que divulguem este endereço às associações e grupos de Esperanto e outros afins de seu conhecimento, pois estamos sempre interessados em receber notícias, boletins, publicações etc. e retribuiremos com as nossas. Adiantando-se a este intercâmbio, segue anexa matéria do Jornal da USP sobre nossa agremiação idealista, que vem ensinando a Língua Internacional a várias centenas de estudantes e professores da USP.
Agradecendo desde já seu valioso apoio, apresentamos nossas plej elkorajn salutojn !
Atenciosamente grato
(a) Prof. Marcos Zlóv Zlotovich
Secretário-geral

SEMENTES DA ESPERANÇA - ( mera coincidência!)
A revista
"Reader's Digest Seleções" , do mês de abril/1998, publicou um interessantíssimo artigo com o título acima. Trata-se da realização de um projeto idealizado por uma professora de Biologia de escola americana, em Los Angeles. O articulista, através de um subtítulo, nos atrai para uma leitura emocionante : "Com carrinhos de mão e trabalhando duro, as crianças plantaram a horta e fizeram um milagre acontecer." Junto à foto , uma legenda: "Os alunos empreendedores exibem os frutos de seu trabalho". Vale a pena ler e parar para pensar. Milagres acontecem!

UMBERTO ECO OPINA SOBRE O ESPERANTO
Outro aspecto do idioma que sofre críticas à primeira vista é sua origem artificial. O escritor Umberto Eco, atualmente um dos mais ilustres esperantistas, reconheceu em entrevista publicada pela revista Esperanto, de maio de 1996 , que também pensava assim ante de tomar contato com a língua. Após estudar o idioma, o ceticismo do escritor deu lugar ao entusiasmo.
"O esperanto é uma língua muito, mas muito bem feita, que do ponto de vista lingüístico segue o admirável critério de economia e eficiência. Em segundo lugar, todos os projetos de língua mundial, exceto o esperanto, fracassaram e este mais e mais vem reunindo seres humanos em toda a parte do mundo ", afirmou Eco
(extraído do Jornal da USP)

BIENAL : MENINO LANÇA LIVRO COM ZIRALDO
Um garoto de 10 anos foi o tradutor do livro "O Menino Maluquinho" para a língua internacional esperanto. O lançamento ocorreu em S.P., no dia 3 p.p., no estande da Editora Melhoramentos, durante a Bienal Internacional do Livro. O autor da façanha, Cristóvão Resende , é aluno da 4a série do Colégio Mackenzie de Brasília. Como é possível verificar, visitando a página que ele mantém, na Internet,
http://www.geocities.com/EnchantedForest/6464/ , Cristóvão já participou de vários Congressos Mundiais e Brasileiros de Esperanto. No último dia 6 ele foi entrevistado, juntamente com o seu pai e com Ziraldo, no programa " Jô 11 e Meia". Segundo fomos informados, a repercussão da entrevista foi tão grande, que o CURSO DE ESPERANTO PELA REDE , coordenado pelo Prof. Dr. José Lunazzi, do Centro Cultural Esperantista de Campinas-SP recebeu, logo após o programa, cerca de 160 mensagens.
Não poderíamos deixar de mencionar que o pequeno Cristóvão, ou melhor, o Grande Cristóvão dá aulas em classe e tem "alunos virtuais", nesse mesmo Curso gratuito < www.aleph.com.br/kce> que é dirigido pelo Prof. Lunazzi.

INTERNET E ESPERANTO:
Hoje, podemos examinar, tranqüilamente, o que se passa em qualquer parte do mundo, navegando e pesquisando o que há de mais interessante no ciberespaço. Dentro de muito pouco tempo a Internet estará sendo utilizada por todas as escolas, particulares ou públicas. Não podemos nos manter alheios aos avanços tecnológicos. Para quem já está tendo a oportunidade de conectar-se à Internet, aqui estão algumas páginas que merecem ser visitadas:
http://www.esperanto.net ( Página Mundial do Esperanto)

http://www.esperanto.org.br/ ( Página da Liga Brasileira de Esperanto)

http://www.esosoft.com/esperanto/ ( Virtuala Esperanto Klubo Internacia)

http://www.pppg.ufba/~cosme/bahia.html ( Página do próximo Congresso Brasileiro de Esperanto , Salvador-BA , julho de 98.

CRESCENDO JUNTOS NA TERRA - Um negócio da China!
Correspondência recebida no dia 3.5.98, via Internet:
Estimado Coidealista :
Saudações!
Somos os esperantistas chineses que iniciaram o projeto "Kune Kreskantaj Sur la Terglobo" (= Crescendo Juntos na Terra), de aplicabilidade internacional, que tem por objetivo popularizar o uso do ESPERANTO entre crianças de diferentes países . Já estamos trabalhando em algumas cidades chinesas, fazendo funcionar cursos de ESPERANTO para as crianças da região.
O projeto vale, não só pela possibilidade de oferecer à comunidade esperantista o surgimento de novos adeptos - futuros substitutos dos atuais - como também pelo fato do desenvolvimento das crianças que aprendem e se utilizam do ESPERANTO processar-se de forma mais saudável, sob o ponto de vista pedagógico, uma vez que elas crescem num clima de internacionalidade e de riqueza cultural e desde cedo aprendem pela prática :
como é possível uma melhor compreensão recíproca;
que outros locais existem sobre a Terra;
por que os homens devem se preocupar com a preservação do meio ambiente etc.
A amizade recíproca também se tornará de grande utilidade para todos, na medida em que atingirem a idade adulta.
Aceitamos de bom grado qualquer auxílio que você possa dar para manter o projeto:
1) Se houver entre vocês crianças de 9 a 16 anos , elas se interessariam em manter correspondência com chineses da mesma idade , que também empregam o ESPERANTO?
2) Você poderia doar ao projeto algum tipo de material como fita cassete, fita de vídeo, cd, foto, livro, cartaz ou coisas do gênero, que poderiam ser usadas para incentivar as crianças a aprender o ESPERANTO?
3) Você estaria interessado em atuar regionalmente como organizador do Projeto KKST?
4) Hoje, como no passado afirmava Zamenhof, quase todos esperantistas são também defensores da idéia interna do esperantismo. Nós consideramos o ESPERANTO não apenas como nosso grande "hobby", mas como algo que deve contar com o nosso empenho, com vista ao seu progresso no século vindouro. Esperamos poder colaborar no projeto para que maior número de crianças na Terra cresça simultaneamente com o ESPERANTO, e, em particular, as crianças da China, país que abriga o maior número de habitantes do planeta.
Eis o nosso endereço para correspondência:
S-ro Zhang Jiping
Gong Nong Dalu 16-1
5676 Chuanchu-tai
CN- 130021, Changchun, China

E os nossos endereços eletrônicos:
Kokosoto@163.net
Ccxt@public.cc.jl.cn
Aguardamos sua resposta.
Sinceramente, Zhang Jiping

AS ESTRELAS-DO-MAR
Fernando J.G.Marinho
Há certas histórias que merecem ser reproduzidas indefinidamente. Eis uma delas - a do rapaz que salvava estrelas-do-mar:
Um poeta caminhava despreocupadamente pelas areias de uma bela praia deserta. Em dado momento, avista um jovem agachado. Nas proximidades, centenas de estrelas -do- mar expostas ao sol, devido à baixa da maré. Argüido pelo poeta sobre o que estava fazendo, o rapaz explica que estava recolocando no mar cada uma daquelas estrelas, antes que o sol as destruísse.
- Mas, meu jovem - disse o poeta - é tão grande a quantidade de estrelas, que esse seu esforço não fará a mínima diferença.
- Sim, eu sei disso, mas, para as que eu estou salvando, há uma enorme diferença- respondeu o rapaz sem interromper o seu trabalho.
Segue o poeta pensativo. No dia seguinte, reencontra o jovem, nas mesmas condições. Sem palavras, a não ser as de um amável "bom dia", agacha-se e adere àquela tarefa, julgada, anteriormente, inútil.
Quando observo o esforço que fazem certos companheiros querendo difundir o esperanto, lembro-me logo desta história. Com que freqüência ouvem comentários semelhantes ao do poeta! : "- Mas, o esforço que vocês fazem não produzirá a mínima diferença! Já existe uma língua internacional, que vem sendo imposta por razões econômicas. Não adianta querer lutar contra esta situação."
. Diríamos então : - Mas, para os que aprenderam o esperanto, houve uma grande diferença! Eles se afastaram do terreno das hipóteses e passaram a constatar, na prática, a viabilidade de uma língua neutra internacional. Eles passaram a se sentir mais úteis à coletividade, atuando como pioneiros na construção de um mundo melhor.
"OS SACRIFÍCIOS EXIGIDOS DE TODO AQUELE QUE SE DEDICAR AO APRENDIZADO DO ESPERANTO SÃO TÃO PEQUENOS E OS RESULTADOS TÃO GRANDIOSOS, QUE NINGUÉM PODE RECUSAR-SE À APRENDÊ-LO."(Leon Tolstoj)

em construçãoNossa página está em permanente construção. Mas, o endereço eletrônico está sempre disponível. e-mail Aguardamos sua mensagem!
volta à pág. inicialvolta à pág.inicial

Bol.Inf.03