Adversidades da vida.

(Autoria desconhecida)

Uma filha queixou-se ao pai sobre sua vida e de como as coisas estavam muito difíceis para ela.

Ela já não sabia mais o que fazer e queria desistir, pois estava cansada de lutar e combater uma vez que parecia que assim que um problema estava resolvido, logo um outro surgia.

Seu pai, era um "chef" de cozinha. Segurando-a pela mão, levou a filha até o seu ambiente de trabalho. Na cozinha, ele encheu três panelas com água e levou-as ao fogo alto.

Numa panela ele colocou cenouras, em outra colocou ovos e, na última, despejou o pó de café, deixando que tudo fervesse, sem dizer uma palavra.

A filha deu um suspiro e esperou, impacientemente,imaginando porque ele estaria fazendo aquilo, justo naquela hora.

Cerca de vinte minutos depois ele desligou o fogo.Pegou três tigelas e numa delas colocou a cenoura, na outra os ovos e na terceira, o pó de café. Virando-se para ela, então perguntou :

- Querida, o que você está vendo?

- Cenouras, ovos e café- ela respondeu, enfastiada.

Ele puxou a filha para mais perto e pediu-lhe para experimentar as cenouras.

Mesmo sem vontade, ela obedeceu. Mordeu um pedaço enotou que a cenoura estava bem macia. Ele, então, pediu-lhe que pegasse um ovo e o quebrasse, retirando a casca. Ela obedeceu verificando que o ovo endurecera com a fervura. Finalmente, ele lhe pediu que tomasse um gole do café. Ela provou e sorriu, mostrando-se agora satisfeita porque o sabor e o aroma do café eram deliciosos.

Um pouco mais calma, ela perguntou:

- Pai, o que isso significa ? O que você está querendo me dizer com isso?

Ele então explicou que cada um dos produtos havia enfrentado a mesma adversidade ( água fervendo), mas que cada um reagira de maneira diferente: As cenouras que aparentavam ser fortes, firmes e inflexíveis, depois de submetidas á água fervendo, amoleceram e tornaram-se frágeis. Já os ovos que eram frágeis, tendo apenas uma casca fina protegendo o líquido interior, depois de terem sido colocados na água fervendo, tiveram seu interior mais rijo. E o pó de café? Era incomparável!!! Depois que fora colocado na água fervente, ele simplesmente havia modificado a água.

- Qual deles é você?- ele perguntou á filha.Quando a adversidade bate á sua porta, como você responde? Você é uma cenoura, um ovo ou um pó de café? - questionou o pai.

E a menina, emocionada, abraçou o pai, agradecida, por ter-se dado conta de quão frágil deixava-se estar.

 

E você que lê este texto, como lida com a adversidade? Como se sente ? Como a cenoura que parece forte, mas com a dor e a adversidade murcha, se torna frágil e perde sua força? Ou como o ovo, que antes da "fervura" tinha um interior/ coração maleável, mas depois...? Teria você um espírito maleável, que tornou-se mais difícil e mais duro depois de alguma luto emocional ( quer pela perda de alguém, por uma falência, um divórcio, uma demissão ou outra adversidade qualquer)? Sua "casca" parece a mesma, mas você estaria mais amargo e mais obstinado, com o coração e o espírito inflexíveis? Ou será que você sente-se como o pó de café? Ele que consegue transformar a coisa que está trazendo-lhe a dor (água fervente) para atingir o máximo de seu sabor, a 100 graus centígrados.? E quanto mais quente estiver a água, mais gostoso se torna. Alguém como o pó de café, quando enfrenta adversidades, consegue torna-se melhor e ainda faz com que as coisas em torno de si também se tornem melhores.